ROTEIRO 2º DIA – CATARATAS LADO ARGENTINO

cataratas do iguaçu

 

Post atualizado em 24/10/2018.

 

 

Cataratas Lado Argentino + passeio de barco – aventura náutica

Nem todo mundo sabe, mas as Cataratas do Iguaçu estão parte no lado brasileiro e parte no lado argentino, por isso, se quiser ver essa maravilha por completo, vale conhecer os dois parques! (Cataratas lado Brasileiro – saiba mais aqui)

Fomos de ônibus até o parque argentino, se quiser saber como faz é só olhar este post: Ônibus de Foz do Iguaçu para a Argentina (Puerto Iguazu) – Parque das Cataratas Argentino e Duty Free.

Chegamos no parque por volta das 10:30h, era domingo e pra variar tava muito quente! Fomos direto até a bilheteria, que estava com pouca fila.

Cataratas lado argentino
bilheteria do parque

 

 

PASSEIO DE BARCO – GRAN AVENTURA NÁUTICA

Como a gente ia fazer o passeio de barco no parque argentino (porque eu tinha lido que era mais radical (yay!!!) que o brasileiro e também mais em conta), assim que passamos as catracas da entrada, fomos direto até o espaço da empresa que faz esse passeio. Estava cheio de gente e um pouco bagunçado. Tinha gente nas filas, uma galera amontoada do lado, não dava pra entender onde a gente devia ficar.

Falamos com um dos atendentes que estava ali próximo e ele explicou que a fila era pra quem ia pagar o passeio com cartão de crédito. Quem ia pagar em dinheiro, era só dar a quantia pra ele ou outro atendente e aguardar eles trazerem um papelzinho (comprovante) com o horário em que a pessoa iria fazer o passeio.

Na época em que visitei o parque (fevereiro/2016) o passeio que eu fiz foi o Aventura Náutica, porém ele foi descontinuado e hoje o passeio oferecido é o Gran Aventura.  A diferença do que eu fiz para o atual, é que eles incluíram um passeio guiado (a bordo de um caminhão adaptado com bancos) pela floresta antes de chegar até a parte onde é realizado o passeio de barco, ou seja, a parte do passeio de barco não mudou em nada.

 

Valor (outubro 2018)

1500,00 pesos argentinos por pessoa (em torno de R$ 190,00 – consulte a cotação do dia para saber o valor exato).

*a idade mínima permitida para realizar este passeio é de 12 anos.

O passeio é realizado em horários específicos, como nosso passeio ficou pras 13:30h, seguimos pra conhecer as outras partes do parque.

Para mais informações sobre o passeio Gran Aventura , clique aqui.

Para saber mais sobre os outros passeios que o parque oferece, clique aqui.

 

 

CONHECENDO O PARQUE

Diferente do parque brasileiro, no argentino você fica mais em contato com a natureza e para se locomover ao invés de ônibus, eles tem um trem que leva até a estação das Cataratas e para a Garganta do Diabo. A fila para a estação das Cataratas tava mega grande e os trens demoravam de 30 minutos pra mais. Por isso, decidimos seguir a pé. O que foi ótimo, porque durante o caminho pudemos ver vários animais (além dos quatis) e seguir por caminhos bem cuidados e com muitas placas de informação.

Parque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas Argentino

 

 

Paseo Superior

Começamos pelo Paseo Superior, que como o nome já diz, a gente tem a visão das cataratas lá do alto. São 650 m de caminhada, feitas através de pontes de ferro. Durante o passeio vimos várias quedas, pra variar uma mais linda que a outra! O Passeio Superior é bem tranquilo, o caminho é plano e tem poucas escadas. Ahhh..cuidado que o caminho pode ficar um pouco escorregadio se estiver molhado.

Parque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas Argentino

 

 

Paseo Inferior

Saindo do Paseo Superior escolhemos fazer a trilha do Paseo Inferior, pois ela terminava próximo do local onde a gente ia fazer o passeio de barco.

Parque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas Argentino

Essa trilha é mais difícil, tem bastante sobe e desce. Os degraus das escadas são mais estreitinhos, tem que tomar cuidado pra não escorregar se estiver muito molhado.

Terminamos essa trilha num lugar onde dá pra ficar bem pertinho de uma queda. É linda! Ela molha bastante, mas bastante mesmo!rs

 

 

Passeio de Barco – Aventura Náutica

Faltando meia hora para o nosso passeio, resolvemos já ir até lá, pois tem que descer mais algumas escadas e andar mais um pouquinho.

O caminho até lá é muito gostoso e com uma vista muito incrível, cheio de pedras e de onde se pode ver toda a queda. Mesmo se você não for fazer o passeio de barco, vale super a pena ir até lá.

Parque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas Argentino

 

Chegando no lugar de onde saem os barcos tinha uma fila para pegar o colete salva vidas e uma sacola usada para proteger as malas e outros objetos que não podem molhar.

Não coloquei capa de chuva, porque tava muito calor e a pra falar a verdade, eu não via a hora de me molhar!rs

O barco passa bem perto das quedas (mas num limite seguro), é uma delícia!!!! Parece que você ta debaixo dela porque tem umas horas que vem muita água!

Apesar de rápido (em média 12 minutos) valeu muito a pena, foi um dos pontos altos do passeio.

 

Parque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas Argentino

 

Saindo do passeio de barco, paramos para fazer um lanchinho, dessa vez não bobeamos e antes de ir para a Argentina passamos no hipermercado Muffato (rede de supermercado bem conhecida lá em Foz) que ficava próximo ao nosso hotel. Compramos uns lanches muito bons lá, bem caprichados, com bastante variedade e beeeeem mais baratos do que o lanche que comemos no parque brasileiro (clique aqui). Pagamos R$ 4,80 em cada lanche (fevereiro de 2016).

 

Parque das Cataratas Argentino

 

 

Garganta del Diablo

Fomos até a estação para pegar o trenzinho até a Garganta do Diabo. A fila tava insana, pois apesar de caber bastante gente no trem, eles demoram de 30 minutos pra mais pra passar, ai vai juntando muita gente. Se eu não me engano, ficamos 1 hora e meia na fila.

Parque das Cataratas Argentino

 

Depois que descemos do trem, a gente chegou num espaço onde tem a entrada da trilha pra Garganta do Diabo. Aproveita essa hora pra se preparar, ir até o banheiro se for preciso, porque a caminhada até lá vai ser longa! Sem exagerar, é longa mesmo! São 2 km pra ir e mais 2 km pra voltar. O caminho é todo feito por pontes de ferro e é plano. Como em todo parque, durante esse percurso você fica muito próximo da natureza, o que é uma experiência bem legal e diferente.

 

Parque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas Argentino

 

Eu fiquei cho-ca-da com o tamanho daquela queda e com o quão profunda ela é (possui 80 metros), mas assim, é tão profunda que não da pra enxergar o final dela. O volume de água é muiiiito grande, por isso faz bastante barulho.

É tanta água, que tem partes que formam uma “fumaça de água” e não dá para ver nada além dela. O visual é incrível!

 

Parque das Cataratas ArgentinoParque das Cataratas Argentino

Pra voltar, esperamos o trem por 1 hora mais ou menos e depois demos uma caminhadinha até a saída do parque.

Voltamos do parque para o Brasil de ônibus e foi tranquilo! Se quiser saber mais, clique aqui.

Eu gostei muito do parque argentino, achei que a gente fica mais em contato com a natureza do que no brasileiro, porém tem um ponto em que parque brasileiro leva a melhor, que é o transporte. Os ônibus do parque brasileiro passam a todo momento, já no argentino é só o trenzinho que demora uma vida pra passar.

Mesmo assim, não tenho um preferido. Pra mim ambos são diferentes e surpreendentes, por isso vale muito a pena conhecer os dois!

 

Informações Importantes:

Site Oficial Parque das Cataratas Argentinas: http://www.iguazuargentina.com/index.php

Dias e Horários de funcionamento: aberto diariamente (todos os dias do ano, sem exceção) das 8h às 18h

Valor Ingresso 2018:

$ 480,00 pesos argentinos (em torno de R$ 65,00- consulte a cotação do dia para saber o valor exato) por pessoa para residentes em países que fazem parte do Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela).

O ingresso pode ser pago em dinheiro ou cartão de crédito Visa ou Mastercard.

*Tanto a venda de ingressos como a entrada no Parque Nacional, só são permitidas até às 16:30h.

**No momento de adquirir sua entrada com o desconto para residentes em países que fazem parte do Mercosul, é necessário apresentar seu RG ou PASSAPORTE.

***Caso deseje visitar o parque em dois dias consecutivos, ao final do passeio no primeiro dia, vá a bilheteria e valide seu bilhete para obter 50% de desconto no valor da entrada para o dia seguinte.

Informações sobre valores de ingressos para crianças, idosos e não residentes em países que fazem parte do Mercosul, aqui.

Valor estacionamento (outubro 2018): 

– Moto: AR$ 60
– Carro: AR$ 120

Tempo: pra conhecer o parque argentino precisa de um dia inteiro.

Roupa: pra saber mais sobre que roupa usar pra conhecer as cataratas, (clique aqui).

 

Dicas:

-Por ser carnaval o parque estava bem cheio, mas isso não nos impediu de conhecer tudo o que a gente queria, só precisamos ter um pouco mais de paciência, pois tudo fica mais congestionado.

-Guarde sua garrafinha de água vazia, pois existem torneiras com água filtrada por todo o parque.

-O parque tem restaurantes e lanchonetes, inclusive Subway.

-Há banheiros e chuveirões espalhados pelo parque.

 

Crianças:

-Dá para ir com criança de colo no parque argentino, mas sugiro escolher uma data fora do período de feriado e dos meses de férias escolares, pois o parque fica muuuuiiiito cheio, tudo fica mais demorado e acho complicado ficar andando com carrinho por lá com tanta gente circulando, acaba que o passeio pode se tornar estressante para os pais e incômodo para a criança.

Se for levar carrinho, o melhor é aquele modelo pequeno dobrável, pois não ocupa tanto espaço.

Lembrando que no parque argentino, se anda muuuito mais que no brasileiro e tem muito mais escadas, principalmente na trilha do Paseo Inferior.

 

 

ORGANIZE SUA VIAGEM

Se este post foi útil pra você, que tal ajudar a manter o blog? Toda vez que você efetua uma reserva ou fecha um serviço por meio dos links e banners indicados no blog, além de garantir um serviço de qualidade e melhores preços, você também ajuda a manter o site sem pagar NADA a mais por isso!

Esses são os parceiros que eu utilizo nas minhas viagens e recomendo! Clique nos links e descubra mais sobre cada um deles:


Reserve seu hotel no Booking, site com as melhores opções de hospedagem por todo o mundo!


Quer dar aquela economizada na hospedagem? Então dá uma olhadinha no Airbnb!


Encontre as melhores seguradoras do mercado em uma única pesquisa no site da Seguros Promo! Use meu cupom LAVAIELA5 e ganhe 5% de desconto na compra de qualquer seguro viagem!


Chegue ao seu destino já com internet no celular! Compre seu chip pelo site da Easysim4u quando ainda estiver aqui no Brasil e viaje com tranquilidade! Use o cupom RBBVGRATIS e ganhe frete grátis - válido somente para a opção frete normal.


Alugue carro na RentCars! Compare de uma só vez o preço entre as melhores locadoras do mercado e pague em reais (sem IOF) em até 12x sem juros ou com desconto de 5% no boleto bancário!


Reserve seus passeios para Buenos Aires, Ushuaia e El Calafate com a Brasileiros em Ushuaia! Todo atendimento (presencial, por telefone e e-mail) é feito em português por funcionários brasileiros que residem na Argentina.


Evite filas, economize tempo e dinheiro comprando seus ingressos pelo site do Get Your Guide!

Deixe um comentário

  1. Parabéns !!!!! Estou indo para Foz em novembro e ficarei hospedado no Hostel Che Lagarto e estava procurando informacoes de como se locomover de transporte publico e achei o seu blog; post maravilhoso, com riquezas de detalhes, muitissimo obrigado por compartilhar conosco a sua experiencia.